Corrida, low-carb e performance combinam demais!

Ontem realizamos mais uma live MUITO bacana!

Dessa vez contamos com a endocrinologista  Janaína Koenen (@janainaendocrino) e a maratonista Maria Vitória (@mvitoriaabreu).

Além de Vitória e eu compartilharmos nossas experiências com corrida e low-carb, a Dra. Janaína explicou como conseguimos otimizar nossa performance, prevenimos doenças, lesões, falamos sobre jejum, pós treino etc.

É um conteúdo MUITO valioso para quem realmente se preocupa com a saúde, atividade física e performance!

Assiste lá e deixa seu feedback! 😉

[LIVE] Emagrecer é difícil? Não!

No dia 14 de maio fizemos uma live bem bacana com pessoas que emagreceram mais de 20kg e falaram sobre o que a fizeram dar o primeiro passo, como foi a jornada, como se alimentam etc.

Na live estavam:

– Kimberly (@kimberlymps) que emagreceu 24,5kg;
– Adriano (@prof.adrianosantos) que emagreceu 22kg;
– Neide (@neidealb) que emagreceu 25kg;
– E eu (andreburgos), que emagreci mais de 30kg.

Se você pensa que emagrecer é difícil, precisa assistir essa live!

😉

O que atrapalha o emagrecimento? O que impede a queima de gordura?


Por que, apesar de muitas pessoas seguirem uma dieta rigorosamente não conseguem emagrecer ou emagrecem a passos lentos? E muitas vezes se esforçam demais na atividade física e aparentemente não têm o resultado esperado. Por que?

Claro que não há uma única causa para o emagrecimento e/ou ganho de peso. Porém, é importante entender que um dos principais fatores é a questão hormonal.

Vou ser objetivo, tá?

Como o corpo “gera gordura”?

O principal fator para que o nosso corpo gere gordura é o alto estímulo ao hormônio insulina. O principal macronutriente que estimula a insulina é o carboidrato.

O carboidrato que consumimos é convertido em glicose (açúcar) e sempre que houver glicose no sangue o corpo vai priorizar a utilização dessa glicose como substrato energético. Sempre!

Quando reduzimos o consumo de carboidrato nosso corpo utiliza a própria gordura corporal como substrato energético. A gordura (corporal) nada mais é do que reserva de energia.

Um estudo mostrou que o consumo de carboidratos horas antes da prática da atividade física diminuiu a capacidade de oxidar gordura como substrato energético.

Fonte: https://goo.gl/ADG7u9

Então, para quem deseja “queimar” gordura, comer carboidratos parece não ser uma boa estratégia.

Veja mais sobre a melhor dieta segundo a ciência, aqui.

Até a próxima. 😉

Como sair do efeito platô no emagrecimento

A velocidade com que nós emagrecemos é MUITO relativa. Da mesma forma com que a velocidade com que ganhamos peso. No início do processo de emagrecimento, quanto maior o sobrepeso a tendência é que se perca peso mais rapidamente no início.

É comum que no início as pessoas se engajem mais porque estão tendo um resultado acima do esperado. Mas quando o “ritmo” do emagrecimento diminui, muitos se desmotivam. Não entendem que se leva vários meses ou anos para engordar, e querem emagrecer em poucos dias ou semanas.

É preciso ter paciência e disciplina. Mas não é preciso sofrer!

Mas, quando os números na balança param de diminuir o que pode estar acontecendo?

Existem várias razões para o surgimento do platô. Vou explicar 4 prováveis.

1 – Carboidratos demais

Segundo as estudos (https://goo.gl/BPiv2N), a melhor forma para emagrecer é restringir o consumo de carboidratos, principalmente os refinados.

Porém, quando se descobre que é melhor consumir farinha de castanha, amêndoas, nozes, etc. no lugar da farinha de trigo, é comum exagerar na dose.

Existem inúmeras receitas fáceis e deliciosas que usam essas farinhas. E, apesar de ser “low-carb”, seu alto consumo tende a aumentar a quantidade de carbos consumida.

Analise se você não está errando na mão. 🙂

Outra armadilha pode ser no consumo exagerado de molhos industrializados. Em muitos casos, esses molhos tem açúcar e/ou amido na composição. É MUITO importante ler os rótulos dos alimentos que consumimos.

2 – O excesso de proteína

O consumo exagerado de proteína pode reduzir a produção de cetonas, já que já estímulo a insulina. Traduzindo: isso não é bom pra quem faz low-carb e deseja emagrecer.

Ao contrário do carboidrato, devemos sim consumir proteínas e gorduras para termos uma boa saúde. O que não devemos fazer é comer sem fome, de forma exagerada.  É muito importante sabermos diferenciar a fome da vontade de comer.

3 – Gordura em excesso

Quando reduzimos o consumo de carboidratos, o corpo volta a usar a gordura corporal como substrato energético de forma otimizada. E também é muito fácil exagerarmos no consumo de gordura. Quando isso ocorre, o corpo para de usar a gordura corporal para usar a gordura da alimentação como substrato energético.

Então, tente observar se você não está exagerando no consumo de gorduras. Se não toma muito “café turbinado”, se não exagera nos queijos, azeite, manteiga, gordura da carne, etc.

Nesse caso, o problema é o exagero.

4 – Álcool

O álcool interfere na digestão e utilização alguns outros nutrientes, incluindo a gordura.

Se você optar por ingerir bebidas alcoólicas, certifique-se de estar bebendo bebidas com baixo teor de carboidratos, como vinhos secos.

Ah! E não exagere. 😉